DEDICAÇÃO WICCANA

E SEU RITUAL

 

Queridos amigos,

Antes de aborda o tema, faz-se necessário esclarecer que o ritual de dedicação que segue, transcrito, deve servir apenas como base para você criar o seu próprio Ritual.

Tudo que você faz repetidamente, acaba deixando escorrer a essencia entre os dedos. Perde-se completamente o valor. Assim também é na Wicca. A Wicca não é uma religião que segue uma receitinha básica de bolo. Assim, torna-se necessário você saber, detalhe por detalhe o que está fazendo e o porque está fazendo. O que está dizendo. Não decore nada. Ouça seu coração. Abra-o e os Deuses te ajudarão.

Tenho certeza que saberá criar seu próprio Ritual de Dedicação, com beleza e perfeição.

Lembre-se: a dedicação é...DEDICAR-SE (no sentido literal da palavra) À DEUSA-MÃE E AO DEUS CERNUNNOS. É através da Dedicação que você começará sua jornada em busca do conhecimento acerca da Wicca, para, posteriormente, se iniciar ou não. Logo, contrário do que muitos alegam, a Dedicação deve ser feita sim! E não deve ser ignorada, pelo incauto que se julga conhecedor da Religião, por ter apenas lido alguns livros e participado de alguns cursos.

Dito isso, vamos ao que interessa...

ADHORAT

A DEDICAÇÃO

O ritual de auto dedicação não pretende transformá-lo em um Wiccano(a). Isto acontece com o tempo e devoção e não por meio de cerimônias iniciáticas. Ele é num senso místico, um passo dado em direção à conexão de suas energias com a Deusa e do Deus. É um ato verdadeiramente mágico que, quando efetuado de forma correta, pode alterar sua vida para sempre. Esta auto dedicação é simplesmente um ritual formal assinalando sua decisão consciente de embarcar num novo modo de vida, pois esta é a essência da Wicca.

É difícil para o iniciante da Arte encontrar referências que sirvam como base à procedimentos rituais como a auto dedicação. O simples ato de acender uma vela, tomar um pouco de vinho e informar aos Deuses de suas intenções é provavelmente o melhor tipo de ritual de auto dedicação: sincero e simples.

Este ritual está aberto a todos que desejem utilizar. Contudo, antes mesmo de cogitar, dedicar-se às deidades, certifique-se de suas intenções, e de que tenha estudado a Wicca o suficiente para saber que será o caminho certo para você. Isto significa estudo contínuo.

* Familiarize-se com a Wicca o mais que puder. Apesar de alguns autores sentirem que sua tradição é a única e verdadeira, por isso não permita isso, leia outros livros. Igualmente, não aceite ler só o que está escrito e o que te interessa. Toda bruxa busca muitos conhecimentos, independentes de qual for seu tema, sobre Física, Astronomia, Português, Latim, Geografia entre vários assuntos.

* Observe e "sinta" a natureza. Ouça a música da natureza, vá a um local onde o vento sopre por entre as folhas e os troncos das àrvores. Ouça o borbulhar da água sobre pedras ou batendo contra um litoral rochoso. Direcione sua audição ao miar de um gato solitário saudando a alvorada. Celebre as estações e as fases da Lua com rituais. Permita que suas emoções sejam tocadas, sua decisão de ingressar na Wicca não deve basear-se apenas em seu intelecto ou em suas emoções; deve haver um equilíbrio entre ambos.

* Sozinho, medite sobre o que espera atingir com a Wicca. Isto pode englobar realizações espirituais, um relacionamento mais profundo com a Deusa e com o Deus, percepção de seu espaço no mundo, poder para ordenar sua existência, habilidade para sintonizar-se com as estações e com a Terra, e assim por diante.

Os Wiccans não ganham a vida com a Wicca. Uma vez que a Wicca não aceita proselitismos, não possui uma figura central, templos ou organizações, podemos começar a imaginar o que podemos fazer por ela.

Há muito com o que podemos contribuir. Não apenas com nosso tempo, energia, devoção, mas também com coisas mais concretas.

Temos que preservar as reservas naturais da Terra, começando desde já a reciclar o lixo, separar jornais velhos, garrafas e latas de alumínio entre outros objetos recicláveis.

Respeitar a natureza é reverenciar a Deusa e o Deus.

Tudo o que você fizer pela Terra ou pelas criaturas que nela vivem, você faz para Wicca.

RITUAL DE AUTODEDICAÇÃO

Prepare-se enchendo uma banheira com água morna. Acrescente uma colher de sopa de sal e algumas gotas de óleo aromático, como sândalo. Caso não possua uma banheira, utilize uma ducha. Encha uma esponja de banho com sal, acrescente algumas gotas de óleo de essência de sândalo e esfregue seu corpo. Se estiver praticando este ritual num rio ou mar, banhe-se nele se desejar.

Enquanto se banha, prepare-se para o rito que se seguirá. Abra sua consciência para níveis mais elevados de percepção. Respire fundo. Limpe sua mente bem como seu corpo.

Após banhar-se, enxugue-se e vista-se para a jornada. Vá a um local silvestre onde saiba que estará seguro. Deve ser um lugar confortável onde você não será perturbado por outros, uma área onde os poderes da Terra e dos elementos estejam evidentes. Pode ser o topo de uma montanha, uma caverna ou uma garganta deserta, talvez um bosque denso, uma escarpa rochosa sobre o mar, uma ilha tranquila no centro de um lago. Até mesmo um recanto isolado de um parque ou jardim pode ser utilizado. Recorra a sua imaginação para encontrar um local adequado.

Você não precisará de nada além de um pequeno frasco de essência de óleo: sândalo, olíbano, canela ou qualquer outro serve. Ao chegar ao local de dedicação, tire seus sapatos e sente-se em silêncio por alguns momentos. Acalme seu coração se estiver cansado durante a jornada. Respire fundo para voltar ao normal, e mantenha sua mente livre de pensamentos confusos. Abra-se as energias naturais ao seu redor.

Quando estiver calmo, erga-se e apoie-se lentamente em um pé, observando o local ao seu redor. Você está buscando o local ideal.

Não tente encontrá-lo; abra sua consciência para ele. Quando o tiver descoberto (e você saberá quando), sente-se, ajoelhe-se ou deite-se de costas. Coloque o óleo sobre a Terra ao seu lado, não se levante, entre em contato com a Terra.

Continue respirando profundamente, siga as energias ao seu redor. Chame a Deusa e o Deus com os nomes que melhor se aprouverem, ou utilize a seguinte invocação. Memorize as palavras antes do rito, para que sejam proferidas naturalmente, ou improvise:

OH Deusa Mãe!

OH Deus Pai!

Respostas a todos os mistérios e ainda sim mistérios não resolvidos,

Neste local de poder eu me abro,

À sua essência.

Neste local e a este tempo eu me modifico;

Daqui por diante sigo o caminho da Wicca.

Dedico-me à vocês, Deusa e Deus Pai!

(descanse por um momento, em silêncio, continue a seguir).

Eu inalo sua energias em meu corpo, mesclando, misturando, unindo-as à minha,

Para que perceba o divino na natureza,

A Natureza no divino,

E a divindade dentro de mim e de tudo o mais...

Oh Grande Deusa,

Oh Grande Deus!

Torne-me um em Sua essência

Torne-me um em Sua essência

Torne-me um em Sua essência!

Você poderá sentir-se pleno de poder e energia, ou calmo e em paz. Sua mente pode estar rodopiando, a Terra sob seu corpo pode estar vibrando de energia. Animais silvestres, atraídos pela ocorrência psíquica, podem agraciá-lo com sua presença.

Seja lá o que aconteça, saiba que você se abriu e que a Deusa e o Deus o escutaram. Você deverá sentir-se diferente por dentro, em paz ou simplesmente poderoso.

Após a invocação, molhe um dedo com óleo e marque estes dois símbolos em algum ponto do seu corpo. Não importa onde pode, pode ser no peito, testa, braços, pernas, qualquer lugar. Enquanto unta seu corpo visualize esses símbolos penetrando em sua carne, brilhando, enquanto entram em seu corpo, e a seguir, dispersando-se em milhões de pequeninos pontos de luz.

A autodedicação formal está encerrada. Agradeça à Deusa e ao Deus por sua atenção. Sente-se e medite antes de deixar o local.

Ao retornar à sua casa, celebre de algum modo especial.

Fonte: Scott Cunnighan, Guia essencial da Bruxa Solitária.
Obtenha mais informações sobre este livro

(Permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte e autoria)

 

VOLTAR -PÁGINA INICIAL