Muitos me escrevem questionando sobre a Iniciação. Acham ser um passo muito simples, desprovido de qualquer comprometimento e/ou responsabilidade.

Há, por exemplo, os que acreditam que a iniciação os transformam em bruxos (as) poderosos (as), capazes de voar em vassouras ou transformar namorados(as) em sapos. Outros acham que após a iniciação, se enjoar da religião, basta abandonar e seguir outro caminho. Ou ainda, aqueles que julgam ter "virado" um hiper super bruxo(a) porque foi iniciado por um mestre ou porque realizou passo-a-passo a receitinha básica extraída da internet. Ahhh... ia esquecendo daqueles que compram roupas pretas de grifes famosas, adquirem seus pentagramas em ouro e dizem: "pronto! sou um bruxo iniciado."

A verdade é que os "achismos" e os enganos são os mais variados possíveis. Talvez fruto dos filmes e livros comerciais que invadiram nossos lares nos últimos anos. Ou de pessoas inescrupulosas que vendem a idéia de cursinhos "fazedores de wiccanos instantâneos" .

Muito comum, eu, após a estréia de filmes como Harry Potter, receber centenas de e-mails de pessoas, querendo "VIRAR BRUXOS", sem se preocupar , no mínimo, em saber o que significa a palavra "BRUXO(A)".

Queridos amigos, o que aparenta ser simples, não o é! A iniciação (falaremos aqui, da iniciação na wicca, mas, acredito que é perfeitamente aplicável a toda e qualquer religião) na wicca é um passo muito sério. Exige alto grau de consciência e responsabilidade. Exige, pelo menos (não é o ideal) um conhecimento básico, do básico, como a, e, i, o u... Este conhecimento básico, do básico é saber, por exemplo: O que é a wicca? de onde vem? Quem é a Deusa? Quem é o Deus? O que é a Lei Tríplice? Quais os Rituais que devem ser realizados? Por que? Onde? Como? Quando?

Além disso, o candidato à iniciação precisa estar cônscio de que o processo iniciático não cessa após a iniciação, mas sim, perdura para o resto de seus dias (dessa e das outras vidas que virão). Isso significa que após a iniciação, o iniciado deverá continuar seus estudos, praticas, observâncias, apurando seus sentidos... caso contrário, será uma iniciação infrutífera, à toa, banal, sem qualquer propósito ou resultado. Bem, resultado pode haver, mas por descontentamento da Grande Mãe!

Uma iniciação "à toa" ou impensada, pode causar de desastres de várias sortes. A desistência, pura e simples e/ou com descaso, dos caminhos mágicos após a iniciação pode ser mais desastrosa ainda.

É comum lermos em sites e livros sobre como fazer a iniciação, mas, é muito difícil lermos, nos mesmos, sobre os cuidados acerca desse passo.

Difícil lermos, por exemplo: que a velha frase "Uma vez Bruxa, para sempre será uma" não é um velho ditado popular, mas, sim, uma verdade. Além disso, o abandono da religião, poderá levar o incauto a sentir sobre seus ombros o peso da traição, da sua atitude irresponsável e desrespeitosa para com os Deuses. Assim, poderá vir a ser atacado por energias e/ou elementos astrais. Poderá servir de pára-raio para influências espectrais. Ou ainda, poderá tornar-se um ser negro.

Tais consequências estão relacionadas ao fato de que a decisão precoce e irresponsável pode ser encarada pelos Deuses como um ato desrespeitoso, traidor, e por aí vai.

A wicca é muito mais séria do que talvez você tenha achado... Ela não tem espaço para achismos. Apesar de ser suave, é séria e exige certezas sobre tudo o que vamos fazer em nome dela. Aquele que pratica qualquer ato sem o conhecimento necessário, sem responsabilidade, ou com fins egoístas, corre o sério risco de afundar em um poço de lama. Por outro lado, aquele que se inicia com o conhecimento e a certeza devida, será coroado com satisfação interior e plenitude de sua vida.

Responda sinceramente: Você sabe o que é a iniciação?

Longe da intenção de esgotar o tema, lanço poucas palavras sobre o assunto, apenas para que tenha o básico, do básico, cabendo a você, aprofundar o assunto.

Pois bem. INICIAR - do latim, iniciare é o ato de introduzir alguém no conhecimento dos mistérios de uma religião.

Para JOSÉ EBRAM (in Uma Folha na Luz Astral, Madras, pag. 13) a iniciação tem o objetivo de fazer com que o iniciado olhe para dentro de si e comece a percebera abertura do seu interior. MIRCEA ELIADE o complementa, ensinando que "a iniciação constitui um fenômeno espiritual significativo já que tende a comprometer a vida do indivíduo, transformando-o num ser aberto ao espírito." (JOSÉ EBRAM apud MIRCEA ELIADE)

A iniciação, quando feita de forma consciente, é capaz de despertar no iniciado novas faculdades como: telepatia, clarividência e/ou desenvolver habilidades já existentes e conhecidas, porém, não exploradas, ou ainda, despertar as existentes, porém adormecidas. Isso, numa visão particular, pode ser encarado como um presente.

Quando alguém opta pela iniciação, significa dizer que decidiu e deu o primeiro passo para se tornar, no caso, wiccano, já que é através dela que ASSUME SEU COMPROMISSO COM A MAGIA E COM O GRANDE CASAL. É, pois, o compromisso que declara, abertamente, que obedecerá a Rede, ou seja, a única regra da wicca: "SE FOR PARA O BEM, FAÇA O QUE QUISER." Tal regra significa, resumidamente, que o iniciado concordou em:

1. obedecer essa regra;

2. de praticar a magia da maneira correta, seja através do pensamento, ato e/ou palavra;

3. sempre visar o bem maior em suas práticas mágicas;

4. agir com integridade;

5. responsabilidade;

6. manter-se longe do egoísmo;

7. manter-se longe da vingança; etc

A iniciação é o voto que o iniciante faz, que marca a morte de uma vida e o nascimento para a nova. É o ato "que abarcará todos os aspectos da alma e conferirá a capacidade de fazer ligações profundas..." (SALLY MORNINGHSTAR) do seu Eu com a Divindade.

Uma vez exposto o que é a iniciação, fica aqui alguns conselhos (siga-os se quiser - lembre-se, sempre e acima de tudo, siga seu coração, em tudo. Ele é o melhor conselheiro):

1. Antes de decidir pela iniciação, pense em fazer a dedicação por ano e dia, para conhecer e obter a certeza necessária para um passo tão importante.

2. Fique atento a tudo que falam. Apure seu censo crítico. Questione, pense, selecione e após todo esse processamento, tire sua própria conclusão. Essa será sua verdade.

3. Desconfie daquele que afirma ser detentor da verdade wiccana.

4. Lembre-se que o melhor iniciador é VOCÊ MESMO.

5. Só se inicie se estiver 101% convicto. Se estiver convencido apenas 99,9999% não se inicie.

É isto, espero que estas linhas sirvam para auxiliá-lo na sua jornada, pois este é o objetivo do Empório Wicca.

(Permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte e autoria)

 

VOLTAR -PÁGINA INICIAL