WICCA E O PODER INTERIOR

Existem muitas pessoas que parecem, obviamente, ter algum tipo de "poder psíquico" (por falta de um termo melhor). Elas são o tipo que sabe que o telefone vai tocar antes que ele  eventualmente o faça, que quem está na outra ponta da linha antes de atender. Pessoas são capazes de demonstrar esse poder de forma dramática, dobrando chaves, sem nenhum tipo de contato físico. Outros tê visões ou parecem ser capazes de fazer as coisas acontecerem. Frequentemente essas pessoas têm uma afinidade peculiar com os animais.

Você pode não ser assim. Pode até sentir inveja dessas pessoas . Embora você não deva sentir-se assim, pois o poder que elas possuem - e é um poder real - é inerente a todos nós. Para ser exato, este poder vem à tona naturalmente em algumas pessoas, mas ossp não significa que não possa ser trazido à tona em outros. A aura  é uma manifestação visível desse poder. Os capazes de vê-la - e você pode se tornar um deles - podem visualizá-la ao redor de todo o mundo, demonstrando novamente que esse poder está dentro de todos nós.

As bruxas sempre tiveram esse poder e o usaram. A maioria delas parece tê-los naturalmente, mas não todas, de forma alguma. Por essa razão, as bruxas têm seus próprios meios de trazê-lo para fora; meios que são especialmente efetivos.

Na revista Everyday Science and Mechanics, de setembro de 1932, apareceu o seguinte relatório:

"Tecidos humanos produzem radiações mortais.
 Raios emitidos de sangue humano, ponta dos dedos , narizes e olhos, mata a fermento e outros microorganismos, de acordo com o Professor Otto Rahn, Universidade de Cornell. O fermento, como usado na manufatura de pães, morreu em cinco minutos meramente pela radiação das pontas dos dedos de uma pessoa.

Quando uma placa de quartzo, de 12mm de espessura, foi interposta, levou quinze minutos para o fermento morrer. Em testes com as pontas dos dedos descobriu-se que a mão direita era mais forte do que a esquerda, mesmo em pessoas canhotas. "

O professor Rahn continuou seus experimentos e publicou os resultados em radiações invisíveis dos organismos Berlim, 1936). Falando para a Associação Americada para o Avanço da Ciência, explicou como os "raios" pareciam sair mais fortemente das pontas dos dedos, palmas das mãos, sola dos pés, axilas, órgãos sexuais e -apenas em mulheres - dos seios. O Dr. Harold S. Burr, da universidade de Yale, expôs experimentos e conclusões similarez quando pronunciou-se no Terceiro Congresso nternacional do Câncer.



As bruxas sempre acreditaram nesse poder oriundo do corpo e desenvolveram meios de aumentá-lo, coletá-lo e usá-lo para o que chamamos de magia. Os professores Rahn e Burr demonstraram o uso destrutivo dessa força, mas ela também pode ser usada de forma construtiva.



Aqui vai uma experiência simples que você pode realizar com seus amigos. Desnude seu amigo até a cintura e sente-o de costas para você. Agora, estenda suas mãos, com a palma voltada para baixo e os dedos juntos, aponte para um ponto nas costas dele. Mantenha seus dedos cerca de 2 a 3 cm distantes da pele. Agora, vagarosamente, mova sua mão para cima e para baixo ao longo da linha da espinha dele. Tente manter seu braço estendido e concentre seus pensamentos em enviar suas energias para fora através de seu braço, para sua mão e dedos. Você provavelmente vai ter uma forte reação de seu amigo. Veja se ele sabe em que direção está sua mão. Ele sente sua mão se mover para cima e para baixo quando você a move?

Você vai notar que a intensidade do poder varia, dependendo de sua condição física e hora do dia e até mesmo do mês. Mantenha registros e tente perceber quando é a melhor época para você "gerar" essa energia.


(Texto extraído de O Livro Completo de Bruxaria do Buckland, Raymond Buckland, 2003, editora Gaia)


 
Voltar para a Página Inicial: